You are on page 1of 10

APOSTILA ELETRÔNICA GERAL MÓDULO - 3

figura 20
+30V +30V

R1
1kW
Q1
VOLT/DIV TIME/DIV

0,2mS
0,1V

P1
180W
C1
Q2

AF1
R2
1kW

Amplificador de baixa potência com controle de corrente de repouso feito


por dois diodos, que equilibram a corrente circulante pelos transistores de saída

detalhes sobre corrente de repouso na internet:


http://forum.cifraclub.com.br/forum/10/139579/
http://audiolist.org/forum/viewtopic.php?t=489
http://autoforum.com.br/index.php?showtopic=82361
http://br.dir.groups.yahoo.com/group/audio_list/message/2731
http://www.htforum.com/vb/showthread.php/22752-Como-se-Calcula-Corrente-Bias
http://eletronica2002.forumeiros.com/forum-de-reparacao-de-aparelhos-
eletronicos-f1/como-ajustar-a-corrente-de-repouso-do-amplificador-
cygnus-pa-1800xresolvido-t13023.htm
http://eletronica2002.forumeiros.com/frum-de-reparao-de-aparelhos-eletrnicos-f1/
som-philips-ah-621-ajuste-de-corrente-de-repouso-resolvido-t2695.htm
26 AMPLIFICADORES A, B, C, AB - OSCILADORES - SISTEMAS DE TRANSMISSÃO E RECEPÇÃO ELETRÔNICA
APOSTILA ELETRÔNICA GERAL MÓDULO - 3

AMPLIFICADORES CLASSE AB
AULA CONTROLE DE AQUECIMENTO
O ajuste da corrente quiescente com trimpot
O ajuste do aquecimento por realimentação
3 O amplificador classe A com carga ativa
A realimentação negativa em amplificadores
OUTRAS CONFIGURAÇÕES DO AMPLIFICADOR CLASSE AB

+30V +30V

R1
1kW
Q1

IN

1/2 Vcc
P1
180W
C1
Q2
+15V +15V
figura 1
AF1
R2 R1
1kW 1kW
Q1
+0,6V
0V

P1 0V
180W

Q2
figura 2 -0,6V

AF1
R2
1kW

-15V -15V

ELETRÔNICA AMPLIFICADORES A, B, C, AB - OSCILADORES - SISTEMAS DE TRANSMISSÃO E RECEPÇÃO 27


APOSTILA ELETRÔNICA GERAL MÓDULO - 3
no que chamamos de Hi-Fi (High Fidelity) ou alta Para melhor resultado, estes diodos deverão estar
fidelidade. fixados no dissipador de calor, junto com os
Apesar de melhorar a qualidade nas baixas transistores. Podemos dizer que a tensão de 0,6V
frequências, esta ligação direta da saída do de polarização direta de um diodo, poderá ser
amplificador ao alto-falante ou caixa acústica, levemente alterada de acordo com a temperatura
produz a necessidade de circuitos de proteção mais ambiente, ou quando submetidos a uma
aprimorados, pois em um caso de curto em um dos temperatura maior. Assim, a lógica é que se os
transistores de saída, todo o potencial da transistores de saída de som começarem a aquecer
alimentação será colocado sobre o alto-falante ou acima de uma valor pré-determinado, o dissipador
caixa acústica, levando-o à queima em alguns também ficará mais quente. Como os diodos da
segundos. Uma das formas de proteção mais corrente de repouso estão no dissipador com pasta
utilizada é colocar os contatos de um rele entre a térmica (pasta que facilita a transferência de calor
saída do amplificador e os alto-falantes. O de um ponto ao outro) haverá uma leve diminuição
acionamento deste relé está baseado na tensão da tensão sobre o diodo e com isso, também
média de saída seja zero volt. Mesmo quando diminuirá a tensão entre as bases dos transistores
estiver amplificando o sinal em alta potência, o que de saída, resultando em uma maior corrente pelo
controlará o circuito de proteção e o acionamento diodos e menor corrente pelas junções base-
do relé será a tensão média da saída, pois quando a emissor dos transistores.
tensão do sinal sobe (em direção ao potencial Podemos ainda melhorar o controle da corrente de
positivo), cairá na mesma proporção (em direção ao repouso trocando os diodos por um transistor, que
potencial negativo). Com isso, a partir de um terá ainda melhor desempenho para acompanhar
resistor e um capacitor, será integrada uma tensão as variações de estado dos transistores
média igual a zero volt, que não desarmará o amplificadores, como mostra a figura 4.
circuito.
Outra modificação que pode ser acrescentada ao +30V +30V figura 4
classe AB é no controle da corrente de repouso,
onde em alguns amplificadores foi retirado o trimpot R1
de ajuste e substituído por 2 diodos, que manterão 1kW

a tensão de pré-polarização entre as bases dos


transistores, como mostra a figura 3.
R4
Q1
+30V +30V

C1
R1
P1 Q3
1kW
Q1
15,6V
Q2
R5
D1 AF1
15V R2
15V 1kW
D2 C1
figura 3 Q2
14,4V

AF1 Podemos ver que neste circuito também foi


R2 acrescentado um trimpot para ajuste da corrente de
1kW
repouso final, uma vez ajustada a corrente pelo
trimpot o transistor Q3 iria se manter controlando a
corrente dos transistores que estão no dissipador.
Para entender o funcionamento deste circuito,
A funcionalidade deste controle de corrente de podemos afirmar que deveria existir uma tensão de
repouso baseia-se no fato que a junção dos diodos 1,2V entre base de Q1 e base de Q2. Como os
anodo-catodo é praticamente igual a junção base- resistores R4 e R5 possuem valores altos, eles se
emissor dos transistores e com isso haveria sempre prestam a criar uma polarização para a base
uma queda de tensão sobre os diodos emissor de Q3 e com isso criam uma maior
(aproximadamente 1,2V) igual a queda de tensão polarização para coletor e emissor deste, de forma
das junções base-emissor dos transistores a manter bem controlada a corrente que circula não
mantendo-os sempre em mínima polarização, somente por ele, mas também por base-emissor de
acompanhando as variações de “condutibilidade” Q1 e emissor-base de Q2.
dos transistores por efeito de temperatura ou Uma vez ajustada a corrente pelo trimpot o
corrente.
28 AMPLIFICADORES A, B, C, AB - OSCILADORES - SISTEMAS DE TRANSMISSÃO E RECEPÇÃO ELETRÔNICA
APOSTILA ELETRÔNICA GERAL MÓDULO - 3

figura 5

DISSIPADOR

MICA
ISOLANTE

TRANSISTOR
DE SAÍDA

TRANSISTOR
DE CONTROLE

TRANSISTOR
DE SAÍDA

MICA ISOLANTE

AMPLIFICADOR CLASSE A COM CARGA ATIVA

figura 6
figura 7

ELETRÔNICA AMPLIFICADORES A, B, C, AB - OSCILADORES - SISTEMAS DE TRANSMISSÃO E RECEPÇÃO 29


APOSTILA ELETRÔNICA GERAL MÓDULO - 3
AMPLIFICADOR COMPLETO

figura 9
+30V +30V +30V

Q4
R6 Q1
4,7kW
figura 8 R8 R4
+30V +30V +30V 100kW 2,2kW
C2
P1
Q4 1,2kW Q3
R6 Q1 Q5 C1
4,7kW
R5
2,7kW
R8 R4
100kW 2,2kW R9 R7 Q2
56kW 10kW
C2
AF1
P1 R2
1,2kW Q3 1kW
IN
Q5 C1
R5
2,7kW

R9 R7 Q2
56kW 10kW
AF1
R2
1kW

30 AMPLIFICADORES A, B, C, AB - OSCILADORES - SISTEMAS DE TRANSMISSÃO E RECEPÇÃO ELETRÔNICA


APOSTILA ELETRÔNICA GERAL MÓDULO - 3

+30V
figura 10 +30V +30V
30V
15,6V
Q4
R6 Q1
4,7kW 29,4V
10,2V 0V
R8 R4
100kW 15,4V
2,2kW
15V
C2
P1
1,2kW Q3

Q5 C1
R5
2,7kW 15V
9,6V
R9 R7 Q2
56kW 10kW 14,6V
AF1
R2
1kW
14,4V

ELETRÔNICA AMPLIFICADORES A, B, C, AB - OSCILADORES - SISTEMAS DE TRANSMISSÃO E RECEPÇÃO 31


APOSTILA ELETRÔNICA GERAL MÓDULO - 3
REALIMENTAÇÃO NEGATIVA EM AMPLIFICADORES

figura 11
+30V +30V

Q4

Q1
R4
2,2kW

P1 15V
1,2kW Q3

C1
R5
2,7kW

Q2

AF1
R2
1kW

6V

R9
R7
2,7kW
1,8kW
C3 R10 Q4
470m F/10V 27kW BC558 Q1
BC338

Q5
R5 R3
BC558B C1
C4 15kW 1,2kW 470m F/10V
4,7m F/ 3V
R11
16V
39kW
R6
1kW
R8 Q3
D1 6,8W R4 BC548C
1N4148 1kW AF1
IN Q2 8W
D2 C2 BC328
1N4148 220m F/10V
R2
330W
figura 12

32 AMPLIFICADORES A, B, C, AB - OSCILADORES - SISTEMAS DE TRANSMISSÃO E RECEPÇÃO ELETRÔNICA


APOSTILA ELETRÔNICA GERAL MÓDULO - 3

figura 13

figura 15
6V

Q5
Q1

R6
6V 6V 6V 1kW
3V
3,4V

R7
0,6V
1,8kW
I = 0,1mA R8
6,8W Q2
I = 0,3mA Q4
3,4V
4V
Q5 C2
Q1
220mF
0,4V
I = 0,4mA

3,4V 3V
R6
1kW

Q2

figura 14

ELETRÔNICA AMPLIFICADORES A, B, C, AB - OSCILADORES - SISTEMAS DE TRANSMISSÃO E RECEPÇÃO 33


APOSTILA ELETRÔNICA GERAL MÓDULO - 3

figura 16

6V 6V figura 17

Q4

Q1
BC338
R5 R3 C1
15kW 1,2kW 470F/10V
m

Q3
R4 BC548C
1kW
Q2
BC328
AF1
8W
R2
330W

Amplificador para guitarra na internet: http://members.fortunecity.com/netrap/images/p27_fig2.gif


Amplificadores para guitarra são sempre um desafio interessante. Os controles de equalização, ganho e sobrecarga são bastante singulares e a
combinação ideal varia de guitarrista a guitarrista. Não existe amplificador que satisfaça as necessidades de todos, e não esperamos que esse
projeto seja uma exceção.
Entretanto, o grande diferencial é que se você constroi o seu próprio amplificador, você pode modificar diversas características para satisfazer
suas necessidades. Experimentos, é a chave do circuito que aqui esta apresentada na forma básica, onde cada modificação alterará alguma
coisa, abrindo a possibilidade de se alterar simplesmente TUDO.
O amplificador é avaliado em 100W Sobre Uma Carga de 4 Ohms, pois isso é típico de um amplificador do tipo "combo" com dois alto-falantes 8
ohms em paralelo. Alternativamente, voce pode executar o amplificador em uma "caixa" quad (4 x 8 Ohm falantes em paralelo série - veja a Figura
5) e vai ficar cerca de 60 Watts. Para realmente aventureiro, 2 caixas de quad e dirija o amplificador irá fornecer 100W, mas será muito mais alto do
que o gêmeo. Esta é uma combinação comum para guitarristas...
O restante do texto pode ser visto no site acima...

34 AMPLIFICADORES A, B, C, AB - OSCILADORES - SISTEMAS DE TRANSMISSÃO E RECEPÇÃO ELETRÔNICA


APOSTILA ELETRÔNICA GERAL MÓDULO - 3

AMPLIFICADORES CLASSE AB
AULA CONTROLE DE AQUECIMENTO
O ajuste da corrente quiescente com trimpot
O ajuste do aquecimento por realimentação
4 O amplificador classe A com carga ativa
A realimentação negativa em amplificadores
CONFIGURAÇÃO PARA ALTO GANHO DE CORRENTE (DARLINGTON E SZIKLAI)

figura 3 E

figura 1
E

E figura 4
C

figura 2
C figura 5

ELETRÔNICA AMPLIFICADORES A, B, C, AB - OSCILADORES - SISTEMAS DE TRANSMISSÃO E RECEPÇÃO 35