You are on page 1of 1

O Começo de um novo dia

"Sustenta-me conforme a tua palavra, para que viva, e não me deixes envergonhado da
minha esperança." (Salmos 119:116)
Ao abrir os olhos, nem sempre temos o choque de gratidão que o momento exige. Os
pensamentos que nos assaltam remontam ao passado de angústias ou ao futuro próximo de
obstáculos intransponíveis.
A alegria do Senhor é a nossa força (Neemias 8:10).
Por isso, não se deixe vencer pela tristeza, mas firme-se na alegria do Senhor. Se você acordou,
mais uma vez Deus se mostrou misericordioso e não desistiu de você. Pise o chão com pés
descalços primeiro e sinta o piso firme sobre seus pés e lembre-se que o nosso Deus é uma
Rocha!
Tome os pensamentos de Deus sobre a importância do seu serviço entre os que ele escolheu.
Esteja atento aos acontecimentos à sua volta e lembre-se que outro irmão está sendo enviado
também com temores semelhantes aos seus e que conta com as suas súplicas para enfrentar o
dia e ser sensível ao Espírito Santo. Com efeito, o mesmo Espírito o estará movendo a suplicar
por você... Você não está só...
A instabilidade é uma sugestão do mundo, mas Deus tem um remédio para aquele problema
insolúvel que você carrega para os momentos de melancolia: Regozije-se no Senhor (Ele
proverá alegria para hoje!), leve a ele suas petições e súplicas e (preste atenção!):
"O Deus de Paz guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus"
(Filipenses 4).
Ocupe o seu pensamento com as coisas honestas, puras, verdadeiras, justas, amáveis, de boa
fama, virtuosas, etc. Tenha as boas recordações das centenas de vezes em que o Senhor te livrou
e enviou o Seu socorro e você pode descansar.
Viva o dia pensando nEle...
Se o Senhor prometeu o milagre, alegre-se na Esperança, levante a sua cabeça e comece a
sorrir. Avance e viva nessa experiência de alegria inexplicável. Aproveite e seja uma benção.
Quando Jesus perguntou a Pedro sobre se ele O amava, também adicionava: "Cuida das
minhas ovelhas!" Quando tomamos as mãos dos nossos queridos e cuidamos deles, estamos
expressando o verdadeiro amor de Cristo. Às vezes a única maneira de tocar aquele que
está distante é tocar o que está próximo e lhe transmitindo calor... Pense nisso... O Senhor não
está distante de nós porque estamos cuidando dos seus amados. Não estamos distantes uns dos
outros quando cuidamos dos amados do Senhor. Quisera poder estar próximo de todos... Mas o
que é possível, o mínimo, pela misericórdia de Deus, já será um milagre revigorante no
vislumbre da obra que Ele prometeu realizar integralmente. Paz aos que estão perto e aos que
estão longe...
Por fim, lembre-se que tenho suplicado por você e confiado em suas súplicas por mim. Façamos
isso uns pelos outros para que as barreiras caiam e o Senhor seja glorificado em nossas vidas.
Sugiro ainda que façam divulgação efusiva e empolgante de todos os encontros, festas e planos
da igreja (fotos, cartazes, mensagens, telefonemas, etc.). Sejam desafiadores na visão e não
esmoreçam diante dos primeiros obstáculos. Sejam persistentes e bíblicos, orando para que a
obra seja do Senhor e não de homens. Não se importem com a resistência natural ou apatia de
alguns, mas alegrem-se pelo que o Senhor tem feito, movendo corações.
Sejam presentes e pontuais em todos os eventos, não dando ocasião a qualquer acusação.
Convoquem os mais "descansados"; são tão poucas as oportunidades e é só o que temos para a
distribuição das ferramentas de que todos nós precisamos para enfrentar os desafios da vida.

Com lágrimas e súplicas e por todos,

Valmir Vale
Taubaté, 4 de novembro de 2010.