You are on page 1of 12

A alegria da Fé

no caminho
quaresmal
Campanha para
a Quaresma e
Páscoa de 2019
GUIÃO PARA AS CELEBRAÇÕES

Serviço Diocesano de Catequese de Leiria-Fátima


DOM
ESCUTA E
RESPOSTA

ESPERANÇA
DE VIDA
ETERNA MANIFESTA-SE
FÉ NA VIDA

CONFIANÇA
NA ENCONTRO
RELAÇÃO NA
GARANTIA LIBERDADE
DE
SALVAÇÃO
A alegria da fé no caminho quaresmal
Campanha para a Quaresma de 2019

“Fé: caminho de encontros” é o tema deste primeiro ano do biénio sobre os jovens,
fé e vocação na nossa diocese de Leiria-Fátima.

O tema dos jovens compromete toda a comunidade. A catequese da infância e


adolescência é, também ela, chamada a propor, mediar, tornar possível o encontro
com Jesus Cristo, porque, como nos recordam os Bispos na mais recente carta
pastoral sobre a catequese, a alegria do encontro com o acontecimento, com a
Pessoa de Jesus, dá à vida um novo horizonte, e um rumo decisivo (Cf. CEP,
Catequese: A Alegria do Encontro com Jesus Cristo 1).

Neste contexto, a campanha para a Quaresma deste ano, na nossa Diocese, vai
procurar ajudar a aprofundar o ponto de partida, a própria fé, a partir das suas
principais características, que aparecem assim resumidas no Compêndio do
Catecismo da Igreja Católica, nº 28:

A Fé, dom gratuito de Deus e acessível a quantos a pedem humildemente,


é uma virtude sobrenatural necessária para a salvação. O ato de fé é um
ato humano, isto é, um ato da inteligência do homem que, sob decisão da
vontade movida por Deus, dá livremente o seu assentimento à verdade
divina. Além disso, a fé é certa porque fundada sobre a Palavra de Deus; é
operante «por meio da caridade» (Gal 5,6); é em contínuo crescimento,
graças, em especial, à escuta da Palavra de Deus e à oração. Ela faz-nos
saborear, de antemão, a alegria celeste.

A proposta do Serviço Diocesano de Catequese para este tempo é uma caminhada a


realizar sobretudo em casa, em família, onde as crianças e adolescentes podem
ajudar os jovens e adultos a viver a Quarema como um tempo de aprofundamento
da fé, e, quanto possível, nas celebrações comunitárias da Eucaristia, para que toda
a comunidade possa fazer o caminho da compreensão e vivência da fé.

Para os encontros semanais dos grupos da infância e adolescência, propõe-se apenas


que sejam aí entregues as propostas semanais, e feita a motivação para a sua
realização em casa e na comunidade.
Para as celebrações comunitárias, propõem-se orações para o momento de
completar a “Flor Pascal”, preces para a Oração Universal e a dinâmica para a recolha
dos trabalhos realizados em casa (pétalas).

Entretanto será disponibilizada também uma proposta para as “24 horas para o
Senhor” dentro deste mesmo contexto temático.

Esta é apenas uma proposta, e pode ser livremente adotada, transformada e


adaptada em cada paróquia ou comunidade.

Finalidade: Inspirar um caminho de fé, através da compreensão e


vivência das suas principais características

Sinal individual: Construir uma flor ao longo da Quaresma, uma pétala


por cada semana; levar uma pequena pétala colorida
para a igreja/catequese;

Sinal comunitário: Construir uma flor ao longo da Quaresma, uma pétala


por cada semana;

Celebração dominical: Oração para a flor; prece para a oração dos fiéis; texto
para recolha das pétalas e lançamento do desafio da
semana seguinte.

Caminho quaresmal:
1º Domingo: 1ª pétala da Flor – A fé é DOM
2 º Domingo: 2ª pétala da Flor – A fé é ESCUTA E RESPOSTA
3 º Domingo: 3ª pétala da Flor – A fé MANIFESTA-SE NA VIDA
4 º Domingo: 4ª pétala da Flor – A fé é ENCONTRO NA LIBERDADE
5 º Domingo: 5ª pétala da Flor – A fé é GARANTIA DE SALVAÇÃO
6 º Domingo: 6ª pétala da Flor – A fé é CONFIANÇA NA RELAÇÃO
Páscoa: 7ª pétala da Flor – A fé é ESPERANÇA DE VIDA ETERNA
A fé é dom de Deus
1º domingo da Quaresma | 10 de março

Durante quarenta dias, Jesus esteve no deserto… Nesses dias não comeu
nada e, passado esse tempo, sentiu fome. O Diabo disse-lhe: «Se és Filho
de Deus, manda a esta pedra que se transforme em pão». Jesus
respondeu-lhe: «Está escrito: ‘Nem só de pão vive o homem’»
Cf. Lc 4, 1-13
Oração para a 1ª pétala da “Flor Pascal”

Senhor,
ao iniciar este tempo da Quarema,
colocamos a primeira pétala nesta flor
pedindo-Te que, também em nós, possa florir,
cada vez mais, a beleza e a alegria da fé!
Perante as tentações, não nos deixes cair na descrença e no desânimo,
mas dá-nos a certeza de que em Ti encontramos
a fonte da verdadeira vida, pois “nem só de pão vive o homem”.
Senhor, aumenta em nós o dom da fé!
Isto te pedimos por Jesus, na unidade do Espírito Santo. Ámen.

Prece para a Oração Universal


Pelas crianças e adolescentes da catequese e suas famílias, e pelos jovens da nossa
paróquia, para que acolham a fé como um dom que alimenta a alegria e a beleza
da vida, e cresçam no desejo de se encontrar com Deus na oração, oremos.

Desafio para o final da celebração (ou outro momento oportuno)


Durante quarenta dias, também nós temos um “tempo de deserto”: a Quaresma.
Tempo para nos libertarmos do que está a mais, mas sobretudo para apreciarmos o
que temos de melhor e valorizarmos o que é mais importante.
Entre tantas coisas boas que recebemos (a nossa vida, a família, os amigos, a saúde
e a educação…), há uma a que vamos procurar dar uma atenção muito particular: o
dom da fé. Vamos tentar perceber “de que é feita” a nossa fé, as suas características.
E, como numa flor, que vai florir totalmente na Páscoa, em cada semana uma
“pétala” vai ajudar-nos a crescer na beleza e na alegria da fé.
Neste primeiro domingo, ficamos com uma certeza: a fé é um dom, um presente de
Deus. Acreditamos porque, primeiro, Ele vem até nós e nos dá a conhecer o seu
amor! Sempre que rezamos a pedir que a nossa fé aumente, ela cresce de verdade,
porque estamos a abrir o nosso coração à sua presença.
Durante esta semana, em cada dia, de manhã ao acordar, ou à noite, ao deitar, faz
esta breve oração: “Senhor, eu creio em Ti, mas aumenta a minha fé”. Depois,
prepara a pétala da flor para trazeres para a celebração do próximo fim-de-semana.
A fé é escuta e resposta
2º domingo da Quaresma | 17 de março

Jesus tomou consigo Pedro, João e Tiago e subiu ao monte, para orar.
Enquanto orava, alterou-se o aspeto do seu rosto e as suas vestes ficaram
de uma brancura refulgente… Da nuvem saiu uma voz, que dizia: «Este é o
meu Filho, o meu Eleito: escutai-O»
Cf. Lc 9, 28b-36

Oração para a 2ª pétala da “Flor Pascal”

Senhor,
colocamos a segunda pétala nesta flor
pedindo-Te que, também em nós, possa florir,
cada vez mais, a beleza e a alegria da fé!
Que a tua Palavra seja por nós escutada,
para que possa descer ao coração e tornar-se vida em nós.
Que a luz que brilha do rosto de Jesus
seja a luz que nos ilumina e guia para responder ao teu amor.
Senhor, nós acreditamos em Ti, mas aumenta a nossa fé!
Isto te pedimos por Jesus, na unidade do Espírito Santo. Ámen.

Prece para a Oração Universal


Pelas crianças e adolescentes da catequese e suas famílias, e pelos jovens da nossa
paróquia, para que cresçam na fé pela escuta da Palavra de Deus, e respondam aos
seus apelos, oremos.

Desafio para o final da celebração (ou outro momento oportuno)


A fé é um dom de Deus que precisamos de acolher e alimentar, para que possa
crescer em nós. Para viver, crescer e perseverar até ao fim na fé, temos de a
alimentar com a Palavra de Deus. Na transfiguração de Jesus, Ele que é Palavra de
Deus que se fez um connosco, é esse apelo que acolhemos: «Este é o meu Filho, o
meu Eleito: escutai-O». E se Deus nos fala pela sua Palavra, nós somos convidados a
responder pela fé.
Durante esta semana, em cada dia, de manhã ao acordar, ou à noite, ao deitar, volta
a ler o texto do Evangelho deste domingo e faz esta breve oração: “Senhor, eu creio
em Ti, mas aumenta a minha fé”. Depois, prepara a pétala da flor para trazeres para
a celebração do próximo fim-de-semana.
A fé manifesta-se na vida
3º domingo da Quaresma | 24 de março

«Senhor, deixa ficar a figueira ainda este ano, que eu, entretanto, vou
cavar-lhe em volta e deitar-lhe adubo. Talvez venha a dar frutos. Se não
der, mandá-la-ás cortar no próximo ano»
Cf. Lc 13, 1-9

Oração para a 3ª pétala da “Flor Pascal”

Senhor,
colocamos a terceira pétala nesta flor
pedindo-Te que, também em nós, possa florir,
cada vez mais, a beleza e a alegria da fé!
Ensina-nos a cuidar do dom da fé que nos deste
para que ela se torne vida em nós, e dê muito fruto.
Senhor, nós acreditamos em Ti, mas aumenta a nossa fé!
Isto te pedimos por Jesus, na unidade do Espírito Santo. Ámen.

Prece para a Oração Universal


Pelas crianças e adolescentes da catequese e suas famílias, e pelos jovens da nossa
paróquia, para que cuidem do dom da fé que receberam e procurem manifestá-la
na sua vida pelo fruto da caridade verdadeira, oremos.

Desafio para o final da celebração (ou outro momento oportuno)


A fé é um dom de Deus que precisamos de cuidar, para que ela possa crescer em
nós. Corresponder ao amor de Deus significa também procurar viver envolvido por
esse amor. E isso torna-se presente na vida. A fé manifesta-se nas obras.
A parábola da figueira, que escutámos neste domingo, fala-nos da necessidade de
cuidarmos deste dom que recebemos para que ele em nós dê frutos.
Acreditarmos em Jesus é também seguir os seus ensinamentos, e sobretudo o
grande mandamento que Ele nos deixou: amarmos a Deus e amar-nos uns aos
outros. Por isso, a caridade, ou o amor, é o grande fruto da fé. A fé deve agir pela
caridade.
Durante esta semana, procura estar atento às necessidades daqueles que vivem a
teu lado: a tua família, os teus amigos, os colegas ou professores na escola…, e
procura, em cada dia fazer uma boa ação.
Em cada dia, de manhã ao acordar, ou à noite, ao deitar, faz também esta breve
oração: “Senhor, eu creio em Ti, mas aumenta a minha fé”.
Depois, prepara a pétala da flor para trazeres para a celebração do próximo fim-de-
semana.
A fé é encontro na liberdade, e implica a inteligência e a vontade
4º domingo da Quaresma | 31 de março

«Então, caindo em si, disse: ‘Quantos trabalhadores de meu pai têm pão
em abundância, e eu aqui a morrer de fome! Vou-me embora, vou ter com
meu pai. Pôs-se a caminho e foi ter com o pai.
Cf. Lc 15, 1-3, 11-32
Oração para a 4ª pétala da “Flor Pascal”

Senhor,
colocamos a quarta pétala nesta flor
pedindo-Te que, também em nós, possa florir,
cada vez mais, a beleza e a alegria da fé!
Queremos agradecer-te, pois sabemos que, como Pai,
nos dás a liberdade para te responder e ir ao teu encontro,
sabendo que sempre nos esperas, de braços abertos,
para nos envolveres no teu amor.
Ajuda-nos a “cair em nós” e a perceber que só contigo estamos em casa.
Senhor, nós acreditamos em Ti, mas aumenta a nossa fé!
Isto te pedimos por Jesus, na unidade do Espírito Santo. Ámen.

Prece para a Oração Universal


Pelas crianças e adolescentes da catequese e suas famílias, e pelos jovens da nossa
paróquia, para que encontrem sempre quem os ajude a tomar a decisão de
livremente se deixarem abraçar pelo amor misericordioso de Deus, oremos.

Desafio para o final da celebração (ou outro momento oportuno)


A fé é um encontro com Deus, uma resposta ao dom que Ele nos dá a conhecer, que
precisa de ser assumido por nós, com liberdade. A fé requer a nossa vontade livre e
lucidez para nos abandonarmos a esse abraço que Deus nos oferece. Como o filho
da parábola do Evangelho, também nós precisamos de “cair em nós”, decidirmos
levantar-nos e pôr-nos a caminho da casa do Pai. Por isso, o Papa Francisco nos diz:
“Convido todo o cristão, em qualquer lugar e situação que se encontre, a renovar
hoje mesmo o seu encontro pessoal com Jesus Cristo ou, pelo menos, a tomar a
decisão de se deixar encontrar por Ele, de o procurar dia a dia sem cessar” (EG 3).
Durante esta semana, procura “cair em ti” e perceberes como estás a viver o teu
encontro com Jesus Cristo. Escreve o que mais te aproxima de Deus, e o que ainda
precisas de fazer para aprofundar essa relação.
E em cada dia, de manhã ao acordar, ou à noite, ao deitar, faz também esta breve
oração: “Senhor, eu creio em Ti, mas aumenta a minha fé”. Depois, prepara a pétala
da flor para trazeres para a celebração do próximo fim-de-semana.
No próximo domingo, a nossa Diocese está em Peregrinação ao Santuário de Fátima.
Procura participar nesse momento em que, com Maria, caminhamos para Deus.
A fé é caminho na esperança da salvação
5º domingo da Quaresma | 7 de abril | Peregrinação Diocesana a Fátima

Jesus ergueu-Se e disse-lhe: «Mulher, onde estão eles? Ninguém te


condenou?». Ela respondeu: «Ninguém, Senhor». Disse então Jesus: «Nem
Eu te condeno. Vai e não tornes a pecar».
Cf. Jo 8, 1-11
Oração para a 5ª pétala da “Flor Pascal”

Senhor,
colocamos a quinta pétala nesta flor
pedindo-Te que, também em nós, possa florir,
cada vez mais, a beleza e a alegria da fé!
Tu vens até nós para nos ofereceres a tua misericórdia,
o teu acolhimento, o teu perdão, o teu amor incondicional
que nos renova e torna a nossa vida mais bonita e feliz.
Tu nos dás a tua vida e salvação.
Não nos condenas, mas desafias-nos a sermos melhores.
Senhor, nós acreditamos em Ti, mas aumenta a nossa fé!
Isto te pedimos por Jesus, na unidade do Espírito Santo. Ámen.

Prece para a Oração Universal


Pelas crianças e adolescentes da catequese e suas famílias, e pelos jovens da nossa
paróquia, para que acolham a bondade e beleza da fé que renova a vida e conduz à
felicidade e à salvação, oremos.

Desafio para o final da celebração (ou outro momento oportuno)


A fé é uma força sobrenatural de que necessariamente precisamos para alcançar a
salvação: vivendo próximos de Deus, acolhemos a sua vida que torna a nossa vida
mais bonita, melhor, mais feliz – e isso é sermos salvos, agora, no presente, e no
caminho que fazemos para o encontro definitivo com Deus na eternidade.
O pecado é tudo o que não nos deixa ser verdadeiramente felizes, tudo o que torna
a nossa vida menos bonita, tudo o que nos faz piores… Como aquela mulher que foi
apresentada a Jesus, também nós podemos ter a certeza de que Ele é capaz de nos
levantar, de nos tornar melhores pelo seu perdão, de nos apontar um caminho de
verdadeira felicidade: “Vai e não tornes a pecar”.
Durante esta semana, procura fazer um “exame de consciência”: perceber o bem e
o mal que vives no teu dia a dia, o que em ti é pecado, para poderes pedir perdão a
Deus, se possível com a celebração do sacramento da Reconciliação.
Em cada dia, de manhã ao acordar, ou à noite, ao deitar, faz também esta breve
oração: “Senhor, eu creio em Ti, mas aumenta a minha fé”.
Depois, prepara a pétala da flor para trazeres para a celebração do próximo fim-de-
semana.
A fé é certa, alicerçada numa relação de confiança
6º domingo da Quaresma | 14 de abril | Domingo de Ramos

Era já quase meio-dia, quando as trevas cobriram toda a terra, até às três
horas da tarde, porque o sol se tinha eclipsado. O véu do templo rasgou-se
ao meio. E Jesus exclamou com voz forte: «Pai, em tuas mãos entrego o
meu espírito». Dito isto, expirou.
Cf. Lc 22, 14 – 23, 56
Oração para a 6ª pétala da “Flor Pascal”

Senhor,
colocamos a sexta pétala nesta flor
pedindo-Te que, também em nós, possa florir,
cada vez mais, a beleza e a alegria da fé!
Faz-nos contemplar a confiança com que Jesus se entregou na cruz,
entregando-se totalmente nas tuas mãos de Pai.
E ajuda-nos a viver com a mesma confiança,
com a garantia que nos dá Jesus, de que a fé é absolutamente segura.
Senhor, nós acreditamos em Ti, mas aumenta a nossa fé!
Isto te pedimos por Jesus, na unidade do Espírito Santo. Ámen.

Prece para a Oração Universal


Pelas crianças e adolescentes da catequese e suas famílias, e pelos jovens da nossa
paróquia, para que vivam com toda a segurança e confiança a sua fé, fundada sobre
a palavra de Deus que não pode enganar-se nem enganar-nos, oremos.

Desafio para o final da celebração (ou outro momento oportuno)


A fé é certa, mais certa que qualquer conhecimento humano, porque se funda na
própria Palavra de Deus, que não pode mentir. Nós acreditamos por causa da
autoridade do próprio Deus revelador, que não pode enganar-se nem enganar-nos,
e quanto mais nos aproximamos de Deus, mais confiamos. Crescendo na amizade,
crescemos também na confiança, na segurança que Ele nos dá!
É nessa confiança e segurança plena que escutamos as palavras de Jesus no
momento da sua morte na cruz: «Pai, em tuas mãos entrego o meu espírito». Ele
sabe que está nas mãos do Pai, por isso não receia entregar-se totalmente.
Durante esta Semana Santa, procura crescer também nesta confiança vivendo de
perto o que aconteceu com Jesus, desde a Ceia (na quinta-feira santa) à morte na
cruz (na sexta-feira santa), e a ressurreição na vigília pascal ou domingo de Páscoa.
Em cada dia, de manhã ao acordar, ou à noite, ao deitar, faz também esta breve
oração: “Senhor, eu creio em Ti, mas aumenta a minha fé”.
Depois, prepara a pétala da flor para trazeres para a celebração da Páscoa.
A fé é esperança que torna presente a vida eterna
Domingo de Páscoa | 21 de abril

«Porque buscais entre os mortos Aquele que está vivo? Não está aqui:
ressuscitou. Lembrai-vos como Ele vos falou, quando ainda estava na
Galileia: ‘O Filho do homem tem de ser entregue às mãos dos pecadores,
tem de ser crucificado e ressuscitar ao terceiro dia’»
Cf. Lc 24, 1-12
Oração para a 7ª pétala da “Flor Pascal”

Senhor,
colocamos a última pétala nesta flor
pedindo-Te que, também em nós, possa florir,
cada vez mais, a beleza e a alegria da fé!
Completamos esta flor na alegria pascal da ressurreição.
Com Jesus, a vida vence a morte,
e abre-se, também para nós, a esperança da vida eterna.
É dessa vida que experimentamos, desde já,
quando estamos próximos de Ti.
Pela fé, saboreamos na terra a alegria do Céu.
Senhor, nós acreditamos em Ti, mas aumenta a nossa fé!
Isto te pedimos por Jesus, na unidade do Espírito Santo. Ámen.

Prece para a Oração Universal


Pelas crianças e adolescentes da catequese e suas famílias, e pelos jovens da nossa
paróquia, para que possam sentir a alegria de acreditar, acolhendo a vida do
Ressuscitado, oremos.

Desafio para o final da celebração (ou outro momento oportuno)


A fé é já o princípio da vida eterna, permite-nos viver já a experiência do alegre
antegozo do Céu. Acolhendo a vida de Deus em nós, vivendo a nossa relação alegre,
livre, consciente, responsável com Ele, procurando partilhá-la na caridade com os
outros, saboreamos desde já um pouco daquilo que é viver plenamente em Deus.
Quando vivemos envolvidos pelo amor de Deus, quando acolhemos a vida do
Ressuscitado e a partilhamos, uns com os outros, no amor, e quando caminhamos
na certeza de que o amor de Deus nos dará vida plena, então toda a nossa vida é
envolvida nesse amor que é o próprio Deus.
Durante esta semana, agradece a vida do Ressuscitado que recebeste no Batismo, e
recorda esse momento perguntando aos teus pais, padrinhos, avós ou outros
familiares como viveram esse dia.
Em cada dia, de manhã ao acordar, ou à noite, ao deitar, faz também esta breve
oração: “Senhor, eu creio em Ti, mas aumenta a minha fé”.
Serviço Diocesano de Catequese
Diocese de Leiria-Fátima

catequeseleiria.blogspot.pt
servicocatequese@leiria-fatima.pt | Tel.: 244 825 168
Seminário de Leiria, 2414-011 Leiria

A alegria da Fé no caminho quaresmal


Campanha para a Quaresma de 2019